fbpx

Marketing de conteúdo – Quando o outsourcing se revela a melhor opção

outsourcing de conteúdo

Já falei várias vezes sobre marketing de conteúdo, mas, para mim, há “coisas” sobre as quais nunca me canso de falar e o marketing de conteúdo é, certamente, uma delas. 🙂

Para além do meu gosto pessoal, é uma estratégia que, quando bem conduzida, gera resultados incríveis para as marcas, quer sejam marcas corporativas ou marcas pessoais.

 

O que é, afinal, Marketing de Conteúdo?

 

Entre várias definições possíveis, apresento-lhe uma das mais conhecidas. Segundo o Content Marketing Institute, dos EUA, o Marketing de conteúdo é:

“Uma abordagem estratégica de marketing focada em criar e distribuir conteúdo de valor, relevante e consistente, para atrair e reter um público claramente definido e, em última análise, gerar determinadas ações rentáveis por parte desse público.”

Em vez de divulgar os seus produtos ou serviços, as empresas oferecem conteúdo relevante e útil para os seus potenciais e atuais clientes, para ajudá-los a solucionar os seus desafios.

É um marketing sem intrusão, que pede licença e dá aos seguidores da marca o poder de decisão que lhe é devido.

Esta é, desde sempre, a abordagem da Gliimecode® e aquela que ajudamos os nossos clientes a implementar.

Sob vários formatos, criamos, diariamente, conteúdos que têm como missão ajudá-lo a mitigar dúvidas, desconstruir “verdades”, superar desafios e inspirá-lo a fazer cada vez melhor, fazendo uso de todos os seus recursos internos.

Um estudo da Hubspot, reúne as principais estatísticas de marketing de 2018 e refere, entre muitos outros dados interessantes, os seguintes:

  • O marketing de conteúdo gera 3 x mais leads do que a publicidade
  • 47% dos compradores viram 3-5 peças de conteúdo antes de falarem com um comercial
  • 91% dos inquiridos consideram a publicidade mais intrusiva hoje, do que há 2 anos atrás

 

A eficácia do marketing de conteúdo é inegável, assim como é um facto a dedicação que ele reclama e se tivermos em conta a pequena dimensão das equipas de marketing, da generalidade das empresas, não admira que o marketing de conteúdo se transforme, muitas vezes, numa grande dor de cabeça.

A boa notícia, é que não tem de ser assim! 😀

Para além de várias formas de agilizar processos internamente, cada vez mais empresas recorrem ao outsourcing, como parte integrante da sua estratégia de marketing de conteúdo e, por existirem, ainda, muitas dúvidas nesta matéria, é sobre isso que, hoje, lhe quero falar.

Como qualquer outro processo de outsourcing, este tem,  também, riscos que convém acautelar, para que a qualidade não seja posta em causa, nem haja surpresas na hora de pagar a conta.

Então, o que deve ter em conta quando pensa em Outsourcing para o seu marketing de conteúdo?

 

1. Actividades asseguradas fora da empresa

O primeiro aspecto a decidir é que tipo de atividades passarão a ser, total ou parcialmente, asseguradas fora da empresa. Será..

.. a estratégia de conteúdo e Plano de Acção?

.. a produção de conteúdo (artigos para blog, vídeos, infográficos, fotografia…)?

.. a distribuição e promoção de conteúdo (redes sociais, email marketing, publicidade…)?

.. a monitorização de resultados?

Pela minha experiência, o mais frequente é as empresas recorrerem a ajuda externa para as ajudar na definição da estratégia, do plano de acção e da produção de conteúdo.

No que à produção de conteúdo diz respeito, as empresas procuram, frequentemente, serviços externos para produção de vídeos, infográficos e outro tipo de conteúdo, que requerem competências técnicas, equipamento e softwares específicos.

Além disso, cada vez mais empresas optam por deixar na mão de especialistas externos a produção de conteúdos escritos como artigos para blogs, copy do website (que é dinâmico), para email marketing e redes sociais. As exigências em termos de qualidade e frequência são cada vez maiores e o conteúdo requer domínio de técnicas de webcopy e storytelling, assim como um alinhamento com a estratégica, que conduza os visitantes ao longo da sua jornada de compra.

O importante é que defina quem faz o quê e para isso deve ter em conta a dimensão e competências da sua equipa, assim como o tempo que esta pode dedicar as estas atividades.

Esta decisão irá influenciar também o tipo de profissionais ou empresas a que vai recorrer.

Existem várias possibilidades desde freelancers, a empresas de marketing, a marketplaces de conteúdo, que reúnem milhares de redatores e procuram fazer o match entre o tema e estilo do cliente e dos redatores inscritos.

Os preços são muito variáveis. Nalguns casos é estabelecido um preço por palavra, noutros define-se um preço por projecto ou avença mensal de acompanhamento.

Todas as opções são válidas e cada uma encerra em si vantagens e desvantagens. O importante é que analise cada uma, defina com qual se sente mais confortável e que clarifique o que inclui o serviço.

Sempre que possível explore o blog da empresa ou profissional, que perspectiva contratar, para avaliar se se revê no estilo de comunicação do mesmo.

 

2. ADN e Linha editorial

O sucesso do projecto implica, em primeiro lugar, uma comunicação eficaz das suas necessidades e expectativas.

Algumas empresas, como a nossa, têm um questionário de briefing, mas, se não for o caso, pode construir o seu próprio modelo de Briefing para que nenhum aspecto importante fique de fora.

Para além de diversos aspectos que aferimos em reunião presencial, o nosso modelo de briefing comtempla as seguintes questões essenciais:

  • Informação sobre a empresa

Todo o conteúdo está integrado numa estratégia global, pelo que é fundamental que, quem produz o conteúdo, compreenda profundamente os valores da empresa, a sua proposta única de valor, os seus produtos/serviços e o seu público-alvo.

  • Tema

O tema pode já estar definido ou haver algumas ideias vagas, em que um profissional experiente “pega” para lhe propor vários temas relevantes, que alternem entre temas mediáticos, que no momento geram picos de tráfego e conteúdos evergreen, que são intemporais, e geram tráfego durante anos.

  • Descrição

Sempre que possível descreva as suas ideias genéricas, aspectos específicos que queira ver mencionados e outros a omitir.

  • Canal

Indique o canal de distribuição do conteúdo (blog, redes sociais, email…)

  • Keyword principal
  • Objectivo (informar, entreter, promover…)
  • Segmento específico
  • Tom e estilo

Como referi no artigo “João e as 7 perguntas que o ajudam a criar conteúdos de valor”, a definição de uma linha editorial é fundamental para garantir a coerência da marca como um todo. Este documento clarifica os valores, tom da marca e fornece guidelines sobre o que se escreve e como (prefere listas de tópicos ou uma narrativas que conta uma história…). A sua importância é realmente acrescida quando se recorre a elementos externos à empresa.

 

3. Sucesso do projecto

Para que todas as partes estejam alinhadas com os objectivos e evitar mal entendidos, é fundamental que todos conheçam, à partida, como vai ser medido o sucesso do projecto.

Para isso, recomendo a definição prévia de indicadores e objectivos claro, que permitem a constante monitorização e a introdução de ajustamentos em acções e prioridades, sempre que necessário. Alguns dos indicadores mais usados são:

  • Tráfego do website
  • Comentários e Partilhas
  • Menções à marca
  • Nº de leads gerados
  • Taxas de conversão
  • Vendas

 

Quando o outsourcing é a sua melhor opção

Sei que o marketing de conteúdo é cada vez mais exigente e requer uma equipa dedicada, de forma consistente.

Sei que, tal como muitas outras empresas, a sua empresa, provavelmente, luta diariamente para dar resposta a estas exigências.

Se for o caso, o outsourcing pode, de facto, ser a sua melhor opção.

Com o outsourcing de algumas actividades, a sua equipa não se sente sobrecarregada e foca-se noutros aspectos igualmente importantes do seu negócio.

Além disso, terá acesso a profissionais especialistas, com um custo muito menor do que tivesse de alargar a sua equipa interna.

O importante é que analise a melhor opção para o seu negócio e que, em nenhum caso, sacrifique a qualidade do seu conteúdo.

Se quer saber como podemos reforçar a sua equipa e gerar resultados de valor com o seu marketing de conteúdo, solicite uma reunião exploratória, sem compromisso.

Até lá explore o nosso blog Learn and Act e inspire-se!

 

22 Nov 2018

Mantenha-se por perto, conheça as novidades em primeira mão e tenha acesso a conteúdos exclusivos

Os mais vistos

foto teresa secco

Por Teresa Secco

Consultora e Coach. Adora aprender novas matérias e perspetivas, numa base diária e é apaixonada pelas áreas do marketing e do desenvolvimento pessoal. É fã de pessoas sorridentes que assumem, com confiança e determinação, o seu papel de co-criadores da sua vida e essa é a sua forma de estar na vida.

Para receber materiais e ofertas exclusivas diretamente no seu email,

deixe-nos o seu contato

Também não gostamos de SPAM! O seu email está seguro com a Gliimecode. Conheça a nossa política de privacidade.

Não existem comentários neste momento

Comente este artigo

false