Criar conteúdo pode e deve ser divertido!

Criar conteúdo pode e deve ser divertido!

“Don’t just think it, ink it!”

Mark V. Hansen

 

Tudo começa na escrita. É através da escrita que ganhamos clareza e objectividade.

Se quer atingir objectivos, escreva.

Se quer vender mais, escreva.

Se quer dar uma palestra incrível, escreva.

Se quer gravar vídeos fantásticos, escreva.

Se quer lançar o seu podcast de qualidade, escreva.

Se quer criar uma comunidade fiel à sua marca, escreva.

Escrever será sempre o ponto de partida, para organizar ideias e criar mensagens cristalinas e impactantes.

Criar conteúdo é a minha actividade profissional favorita.

Esta permite-me passar para o “papel”, um fluxo de palavras que transmite a mensagem das marcas, com quem trabalho, incluindo a minha.

Sei bem o quanto conteúdo de qualidade faz a diferença nos negócios e nas vidas das pessoas.

Criar conteúdo de qualidade requer grande dedicação.

É uma actividade de grande valor, que não deve ser feita em esforço. A diversão pode e deve estar presente na criação de conteúdo.

Esta – a diversão – é um valor fundamental para mim. É algo basilar, que procuro ter sempre por perto.

Acredito que, com maior ou menor intensidade, de diferentes formas e feitios, a presença da diversão seja importante para grande parte de nós, se não para todos.

Provavelmente é também importante para a si e o melhor é que não tem de estar restrita aos momentos de lazer.

A minha experiência pessoal e de contacto com inúmeros profissionais, de diferentes áreas e locais, diz-me que quando a diversão está presente no trabalho, os níveis de criatividade e produtividade elevam-se. A energia e envolvimento das pessoas aumentam e isso gera resultados incríveis.

Pois, a verdade é que nem sempre isso acontece.  🙁

Para muitas pessoas criar conteúdo é uma enorme dor de cabeça, incluindo para alguns dos nossos clientes.

A produção de conteúdo para marcas que acompanho, faz sentido, para mim, com e através do envolvimento das suas pessoas. Com maior ou menor intensidade, há sempre actividades a cargo do cliente. Actividades que só ele pode fazer, nem que seja conversar comigo e transmitir-me as suas ideias, a sua verdade, o que se passa com as suas pessoas.

Só assim posso ajudar as marcas a criar conteúdo único e genuíno, que transmite a sua cultura e a sua mensagem.

Caso contrário o conteúdo não seria mais do que o produto do meu imaginário, que por muito bom que fosse, nada teria a ver com a verdade daquela marca e, rapidamente, cairia por terra.

Sem diversão e entusiasmo, o processo é desgastante e infindável – semelhante ao de uma criança que, não gostando da comida, a mastiga como se de uma pastilha elástica de tratasse. Também aqui, por mais que se mastigue, que é como quem diz, por mais alterações que se façam, o resultado não satisfaz.

Em esforço, o resultado nunca poderá ser tão fantástico e isso não pode acontecer! Não pode!

Na busca por soluções, reflecti sobre as minhas experiências e, hoje, partilho consigo algumas dicas, realmente, valiosas para quem produz conteúdo ou quer começar a produzir.

 

Como manter a criação de conteúdo divertida e entusiasmante?

 

#1 Criar conteúdo sobre temas que domina e gosta

 

Ter conhecimento sobre o que escreve é muito importante. Pode aprofundar o assunto com pesquisas, mas basear o conteúdo apenas em conteúdo de terceiros, pode trazer pouco valor acrescentado e torna a escrita menos fluída e entusiasmante.

Escrever sobre temas que conhece bem e experiencia, trará a sua visão diferenciada e insights únicos.

Se, para além disso, escrever sobre temas que o apaixonam irá escrever de forma  rápida e prazerosa. É bem provável que desconheça o leque completo de temas de que gosta ou que desperte para novos interesses.

 

#2 Planear e antecipar

 

É fundamental que tenha um calendário editorial, onde faz, antecipadamente, o planeamento dos temas que vai abordar e os canais de publicação.

Este planeamento permite-lhe garantir consistência e ajustar os temas aos objectivos prioritários, de cada momento. Se, por exemplo, estiver a planear o lançamento de um novo serviço, faz sentido começar a “aquecer” o tema.

É, igualmente, importante preparar os conteúdos com alguma antecipação. Podem surgir imprevistos de última hora e preparar conteúdos em conta relógio compromete a criatividade, liberdade e o resultado final.

 

#3 Definir e respeitar um processo

 

Produzir conteúdo de qualidade de forma consistente e viável, requer um processo que encadeia uma série de actividades, que não podemos dispensar:

 

 

 

A estas actividades acresce ainda a ideia ou tema. Estas devem, por norma, ser realizadas em dias diferentes. É como se tivéssemos dois escritores dentro de nós – um criativo e um executor – em que os dois não trabalham bem em equipa e entram em conflito.

Olhar para uma folha em branco e esperar produzir conteúdo rápido e de qualidade, sem ter a mínima ideia sobre o que vai escrever, é utópico.

 

#4 Instalar hábitos de criadores de conteúdo de sucesso

 

Não precisa de inventar a roda. Ela já foi inventada e está aí para ser utilizada. 🙂

Pode seguir um caminho longo, procurando aprender sozinho e com os próprios erros ou pode aprender com os que já geram os resultados que quer gerar – o que em programação neurolinguística chamamos de modelagem.

Vejamos alguns hábitos importantes que pode considerar:

 

– Ter um horário específico

 

Reserve sempre o mesmo horário na sua agenda diária, para se dedicar a actividades relacionadas com a criação de conteúdo.

Alguns escritores, conhecidos, instalaram o hábito de escrever todos os dias à mesma hora, para activar os seus ritmos criativos.

O nosso cérebro gosta de padrões e instalar hábitos diários de escrita à mesma hora, no mesmo local, com músicas semelhantes pode ajudar-nos a entrar no “modo” certo.

 

– Criar uma bolha de foco e concentração total

 

Vivemos num mundo onde imperam os estímulos e as distracções. É necessário criar uma bolha inviolável de foco, eliminando todas as fontes de distracção.

Redes sociais, notificações de email, mensagens e afins quebram por completo do nosso foco e geram ansiedade. E pior, a maioria das notificações não acrescenta nada no momento.

Coloque tudo em modo voo, ou “não incomodar”.

No horário que estipulou vai apenas tratar do seu conteúdo e nada mais.

Se tem receio de emergências, habilite um tipo de notificação apenas.

 

– Fazer pausas para relaxar e esticar o corpo

 

Por exemplo de 30 em 30 minutos

 

– Ter água por perto

 

– Manter o ambiente limpo e organizado

 

– Criar o seu banco criativo de ideias

 

As melhores ideias surgem quando menos se espera. Um bom produtor de conteúdo está sempre alerta para as ideias. Elas provêm:

– da nossa experiência – uma simples ida ao café pode ser uma mina de ideias,

– das nossas memórias – momentos marcantes, que podem ser significativos e ressoar nas mentes do nosso público

– da nossa imaginação, que pode estimular com exercícios simples, como completando a frase “E se…”. Observe pessoas, animais, coisas e imagine histórias. E se …

– do acompanhamento de quem faz bem. Inspire-se em várias pessoas que admira. Não há nada de mal nisso. Nada é totalmente original. Todas as ideias são geradas a partir de outras. Sobre este assunto, vale a pena ver o TED talk de Austin Kleon –  “Roube como um artista”

 

#5 Criar o seu kit de ferramentas

 

Existem inúmeras ferramentas que podem facilitar e muito o nosso processo de criação de conteúdo. Explore, seleccione e mantenha as que lhe fizerem sentido por perto.

Veja, abaixo, alguns exemplos.

Anotações e organização de conhecimento

Evernote – https://evernote.com/intl/pt/

Pocket – https://getpocket.com/

MindMeister – https://www.mindmeister.com/pt/

Real time board – https://miro.com/

Produtividade

Pomodoro Tracker – https://pomodoro-tracker.com/

Rescue Time – https://www.rescuetime.com/

Hours – https://www.hourstimetracking.com/

Redação

Infopédia –  https://www.infopedia.pt

Dicionário criativo – https://dicionariocriativo.com.br/

Edição e revisão

Readble – https://readable.com/

Word counter – https://wordcounter.net/

Plagium – https://www.plagium.com/

Gestão de projectos

Trello – https://trello.com/

Google drive – https://drive.google.com/drive

Dropbox – https://www.dropbox.com/pt

 

#6 Relembrar a sua intenção

 

Nunca é demais relembrar a importância que a produção de um bom conteúdo pode ter para quem o produz e para quem o recebe.

A nossa intenção é, antes de mais, a de acrescentar valor a cada pessoa que o recebe e isso, por si só, já é bastante entusiasmante.

Produzir conteúdo é, também, um excelente mote para transformar o nosso olhar. Ver, ouvir e sentir atentamente o que nos rodeia e transmitir a nossa visão a quem nos segue é entusiasmante.

 

Conteúdo de qualidade é um dos maiores activos que a sua marca pode deter.

Criar conteúdo pode ser exigente, mas pode e de ser divertido. 😀

Se ainda não cria conteúdo, está na hora de começar.

Se já cria, pode estar na hora de elevar o entusiasmo.

Em qualquer dos casos, divirta-se. Divirta-se muito e colha os frutos desta estratégia!

 

Se quiser dar a sua opinião, colocar qualquer questão ou saber como o posso ajudar, de forma individualizada, estou à distância de um clique. 😊

Pode, ainda, saber mais sobre os nossos serviços de marketing de conteúdo aqui.

 

13 Jun 19

Mantenha-se por perto, conheça as novidades em primeira mão e tenha acesso a conteúdos exclusivos

Os mais vistos

foto teresa secco

Por Teresa Secco

Consultora e Coach. Adora aprender novas matérias e perspetivas, numa base diária e é apaixonada pelas áreas do marketing e do desenvolvimento pessoal. É fã de pessoas sorridentes que assumem, com confiança e determinação, o seu papel de co-criadores da sua vida e essa é a sua forma de estar na vida.

Para receber materiais e ofertas exclusivas diretamente no seu email,

deixe-nos o seu contato

Também não gostamos de SPAM! O seu email está seguro com a Gliimecode. Conheça a nossa política de privacidade.

2 Comentários
  • Sandra Costa
    Posted at 04:18h, 13 Julho Responder

    Parabéns Teresa por este artigo que nos traz dicas de valor. Eu divirto me imenso a escrever e contribui muito para isso a celebração que faço sempre que termino de escrever um artigo. Celebrar o término de um artigo significa para mim estar pronta para iniciar outra nova aventura.

    • Gliimecode
      Posted at 10:20h, 13 Julho Responder

      Sandra, grata pelo feedback e pela tua brilhante dica extra! Celebrar as nossas pequenas conquistas é o adubo para grandes vitórias!

Comente este artigo

false