fbpx

O seu conteúdo é desfrutado de fio a pavio? 3 elementos chave para que esta seja (sempre) a sua realidade

conteúdo lido do princípio ao fim

Já se sentiu assim?…

Quem reconhece o valor do conteúdo e faz da sua criação uma missão, investe muito do seu foco, energia e criatividade, para partilhar o seu conhecimento.

Para estes “valentes”, neste campo, haverá poucas coisas piores do que saber que, o seu conteúdo não é desfrutado, do princípio ao fim.

Independentemente do tipo de conteúdo – artigo, vídeo, podcast, publicação numa rede social, email, página de vendas…. – e do objectivo específico associado a cada um, um objectivo está sempre presente: que o conteúdo seja desfrutado de fio a pavio!

Mas, nem sempre isso acontece.

Oh não!…

Depois de todo o esforço e dedicação, os resultados não foram os esperados: os cliques ficaram aquém, o tempo de permanência na página e as interações também não são animadores.

Vários aspectos podem ditar este ou outro desfecho.

Hoje vou falar-lhe de 3 elementos chave que não pode menosprezar na criação do seu conteúdo, para que este seja desfrutado até ao fim.

Estes elementos são tão simples, quanto eficazes.

Em cada um deles vou revelar detalhes e fórmulas infalíveis, que tornarão o seu processo de criação de conteúdo mais fácil.

E o melhor de tudo – terá total confiança no resultado final.

Parece interessante?

Vamos lá…

Desligue tudo em seu redor e continue comigo.

 

3 elementos chave para que o seu conteúdo seja desfrutado até ao fim

 

#1 Uma Ideia central

 

Imagine que tem uma ideia em mente.

Começa a escrever o texto e … a cada palavra que adiciona, novas ideias vão surgindo em catadupa.

As ideias são tão interessantes. Serão tão úteis para os seguidores! E… sucumbe à tentação de explorar várias ideias, em simultâneo.

O conteúdo está agora mais rico?

Não! A sua comunicação tornou-se confusa. Difícil de compreender, de memorizar.

Pior, sem um destino definido, o seu “leitor” perdeu o interesse pelo caminho.

Por isso é tão importante a definição de UMA ideia central. Em copywriting, conhecida como Big Idea.

Esta ideia guiará o seu conteúdo, para que este se “mantenha nos trilhos”.

Um exercício simples pode ajudá-lo a definir cada “Big Idea”:

❓ Como quero que o meu conteúdo seja recordado

❓ Quando alguém falar do meu conteúdo a outra pessoa, como poderá descrevê-lo em poucas palavras?

As Big ideas tem de ser relevantes, úteis e entusiasmantes e, para encontrar as suas, tem de conhecer profundamente as pessoas com quem quer comunicar.

Uma Big idea não tem de ser algo disruptivo ou altamente inovador.

Pelo contrário, a análise de ideias e conceitos bem-sucedidos têm provado contrário.

Isto remete-nos para o princípio MAYAMost Advanced. Yet Achievable. Um conceito explicado no livro “Hit Makers – How things became popular”, de Derek Thompson.

Segundo o autor, cada pessoa tem um pouco de neofobismo (resistência à mudança, desejo de segurança, de algo familiar) e de neofilismo (gosto por novidade, surpresa).

Este aspecto da natureza humana, faz com que uma nova visão sobre um assunto já conhecido funcione muito bem, numa proporção sugerida de cerca de 80% velho + 20% novo.

Os exemplos são diversos e em variadíssimas áreas. É o caso do cinema. A saga Star wars, por exemplo, “pega” na velha guerra de faroeste e leva-a para o espaço.

Que tal dar a sua visão única sobre um assunto já conhecido?

A sua ideia central deve ser traduzida numa frase simples, o que não é necessariamente fácil!

A simplicidade é o último grau de sofisticação.”- Leonardo da Vinci.

Tornar algo complexo numa ideia simples requer algum trabalho de reflexão.

A ideia central deste artigo?…

Dar-lhe a conhecer 3 elementos chave para que os seus conteúdos sejam desfrutados do princípio ao fim, como merecem! 🙂

 

#2 Título encantador

 

O título é o primeiro contacto com o seu conteúdo.

É com base no título que cada pessoa tomará a decisão de clicar ou seguir para outra qualquer página.

Por isso, dê especial atenção a este pequeno grande detalhe.

Para cada conteúdo, teste e analise várias versões, reflectindo sobre a força de cada palavra, lendo em voz alta, para ver como soa e, sempre que possível, pedindo opinião a outras pessoas.

Existem, ainda, várias fórmulas que o podem ajudar a criar títulos encantadores.

Uma das mais conhecidas é a Fórmula 4Us – Útil / Urgente / Único / Ultra-específico (geralmente ligado a tempo ou dinheiro).

Um exemplo de aplicação desta fórmula poderia ser: “Conheça o método FAZ para produzir artigos de grande qualidade, em menos de 15 minutos.”

Huuummm… seria interessante! 😀

Algumas palavras específicas e formatos funcionam muito bem e pode tê-las por perto para inspiração.

Vejamos alguns exemplos.

Método – Conheça o método FAZ para produzir artigos de grande qualidade, em menos de 15 minutos.

Sinais – 5 sinais de que sua estratégia de vendas está fadada ao fracasso.

Como … o guia completo – Como produzir artigos de grande qualidade, em menos de 15 minutos – o guia absolutamente completo

Como [objetivo/sonho] mesmo se você não [algo que pareça obrigatório] – Como produzir artigos de grande qualidade, em menos de 15 minutos, mesmo que você não tenha experiência

Ter estes e outros modelos, adaptados ao seu tom único, facilitam a sua tarefa de pensar em variações de título.

No caso deste artigo, escrevi 11 variações possíveis de título do artigo, 4 para título de SEO e 4 para a meta-descrição, até escolher as versões definitivas.

Outro exercício interessante é partir o título por partes (cada uma deve ter um objectivo):

Veja o caso deste artigo:

Análise de título magnético

Pessoalmente, gosto de títulos longos, que fazem uso de expressões populares, metáforas ou fazem uso de uma sonoridade escondida. Facilitam a compreensão da ideia central e dão um toque de diversão.

Pense no que faz sentido para a sua marca e crie o seu próprio estilo. Os seus títulos não irão, certamente, agradar a todos. Mantenha-se fiel ao tom da sua marca e vá acompanhando os resultados.

Quero deixar-lhe uma nota final super importante.

Não há qualquer problema de usar títulos fortes, desde que entregue o que promete.

De outra forma, será um chamado “clickbait” (“isca de cliques”) que pode gerar mais tráfego no imediato, mas resulta numa quebra de expectativas e numa associação negativa à sua marca, perda de confiança e, seguramente, de clientes.

 

#3 Introdução poderosa

 

Agora que a pessoa clicou e se predispôs a ler, ver ou ouvir o seu conteúdo, terá contacto com a introdução – em copywriting conhecida como Lead.

O objetivo da introdução é prender a atenção, para que a pessoa continue a desfrutar do conteúdo.

Para isso, é fundamental que tenha bem presente a forma de estar das pessoas, na internet. São impacientes, distraídas e querem rapidamente perceber o que tem ali para elas – o chamado WIIFM (what’s in ir for me).

Algumas frases e palavras não causam qualquer emoção e tendem a fazer as pessoas “desligar”.

Iniciar um conteúdo com frases como “De acordo com” e “O objectivo deste artigo é” não parece boa ideia.

Analisemos a introdução deste artigo.

 

analisando uma introdução poderosa

 

 

Estes são os 3 elementos chave, para que os seus seguidores usufruam do seu conteúdo, de fio a pavio:

#1 UMA IDEIA CENTRAL

#2 TÍTULO ENCANTADOR

#3 INTRODUÇÃO PODEROSA

 

O que achou destes elementos chave? Fazem sentido para si?

Se tem alguma questão ou quer saber como o posso ajudar a transformar a comunicação da sua marca, com conteúdo e técnicas de copywriting, envie-me um email para teresa@gliimecode.com. Vamos conversar?

 

06 Dez 19

foto teresa secco

Por Teresa Secco

Consultora e Coach. Adora aprender novas matérias e perspetivas, numa base diária e é apaixonada pelas áreas do marketing e do desenvolvimento pessoal. É fã de pessoas sorridentes que assumem, com confiança e determinação, o seu papel de co-criadores da sua vida e essa é a sua forma de estar na vida.

Para receber materiais e ofertas exclusivas diretamente no seu email,

deixe-nos o seu contato

Também não gostamos de SPAM! O seu email está seguro com a Gliimecode. Conheça a nossa política de privacidade.

Não existem comentários neste momento

Comente este artigo

false